A importância da vitamina D e alguns mitos sobre a substância

A importância da vitamina D e alguns mitos sobre a substância

No meu percurso de caminhada, tinha uma praça com algumas frases pintadas sobre os bancos e paredes, dirigidas a quem estava se exercitando ou passando no local.|

Eram frases bem-humoradas, do tipo: “se doer dance” ou “mau humor ou falta de vitamina D?”.

É sobre isso que vamos falar, porque a tal da vitamina D é tão importante para a saúde?

Acreditem! A vitamina D é vital para o organismo, pois atua na formação e manutenção da saúde óssea, e ajuda na absorção do cálcio.

Alguns estudos publicados pelo mundo dão conta que, pelo menos um bilhão de pessoas no mundo têm carência de vitamina D. E isso não deveria acontecer, já que a maneira mais eficaz de sintetizar vitamina D no corpo é a exposição à luz solar.

Aí fica a pergunta: estamos todos fugindo do sol? O que acontece?
Por conta do tempo confinado dentro de casa e do escritório, nossa exposição ao sol está cada vez mais curta, mas isso não seria um problema, já que 20 minutos de exposição por dia bastam.

Filtro solar atrapalha a absorção da vitamina D?

Alguns apontam o uso do protetor solar à deficiência de vitamina D, mas existem muitas dúvidas, que podem ser respondidas pela medicina tradicional.

Um médico generalista (conhecido como clínico geral) respondeu a umas questões sobre a tal da Vitamina D.

Em primeiro lugar, a tal vitamina D não é uma vitamina, já que ela pode ser produzida pelo organismo por meio da exposição solar.

A definição da palavra “vitamina” é que são nutrientes que não são produzidos pelo organismo.

Vitamina D é um pró-hormônio, mas isso é o que menos importa saber sobre a substância.

Em segundo lugar, para seu corpo sintetizar a substância, é preciso haver exposição direta, já que os raios UVB, capazes dessa ativação, não atravessam paredes.

Ah! E o ideal é ter braços e pernas expostos diretamente ao sol, pois a quantidade de vitamina D que será obtida é proporcional à quantidade de pele que está exposta.

Com mulheres sendo mães cada vez mais tarde, precisamos alertar que grávidas e lactantes precisam de muita vitamina D para nutrir o bebê sem perdas de seu próprio suprimento.

Quem acredita que pode obter a vitamina D por meio da alimentação, vamos acabar com o mito.

Sim! Vitamina D é encontrada em óleo de fígado de bacalhau e peixes gordurosos como salmão, atum e sardinha, além ser presente no leite e derivados, mas os níveis não são suficientes.

Vitamina D é obtida, principalmente por meio da luz solar, com 90% sendo sintetizada na pele humana pela radiação (UVB), e de fontes dietéticas, o equivalente a 10%.

Quando devo usar suplementos e deixar o filtro solar de lado?

Caso algum diagnóstico constate a falta de vitamina D no organismo há suplementos disponíveis caso os fatores de risco sejam grandes para o paciente.

A falta ou o risco de falta de vitamina D é diagnosticado por exame de sangue e por avaliação médica, considerando os fatores de risco para essa deficiência. Ou seja, somente o médico poderá avaliar você precisa de suplementação.

Como é difícil conseguir a quantidade necessária diária só com a dieta alimentar, o ideal é ingerir suplementos, mas sempre com supervisão médica, pois o seu excesso pode acarretar outros problemas de saúde.
Aí chegamos à questão: o filtro solar atrapalha na absorção do sol pela pele, impedindo o organismo de sintetizar a Vitamina D?
A resposta é SIM! A utilização, por exemplo, de um filtro solar com fator de proteção 30, chega a diminuir em 95% a síntese cutânea da vitamina D.Entretanto, não podemos nos desfazer do protetor num país com altas taxas de insolação e incidência dos cânceres de pele.

O ideal é ficar ao sol, sem proteção, por alguns minutos para sintetizar a vitamina, e, depois, usar o protetor como o recomendado.

 

, ,