Aprenda a fazer uma prece

Após uma noite chuvosa, com muitos raios e trovões, eu me sentia revigorada, pois já há algum tempo não chovia e estávamos todos precisando respirar, mas, como sempre, algo veio entristecer o dia. Quando saí para o trabalho, percebi que a banca de jornal do meu bairro pegara fogo, talvez por problemas nas instalações elétricas.

Fiquei pensando sobre muitas coisas durante o dia, em como ajudar a dona da banca, em como fazer algo por ela, mas, principalmente, rezei muito por ela. A vida não está fácil para ninguém e essa moça já passou poucas e boas, com o câncer, marido doente, filha, neta…

Pareceu-me tudo tão vazio, porque estava apenas a recitar fórmulas. Pedidos de graças e bênçãos aos santos e anjos escritos de forma repetitiva, como se uma oração fosse apenas um eterno desfiar de frases feitas. Mas isso não é rezar de verdade, não é mesmo?

Rezar de verdade é colocar nas mãos de Deus  as nossas alegrias, tristezas, necessidades, sentimentos, e, sim, colocar nas mãos de Deus aquilo que desejamos aos outros. Com o coração livre de rancores e mágoas. Dizer que eu quero muito que essa moça da banca de jornal consiga se recuperar de mais essa provação. Que ela tenha força e coragem. Que todo o mal seja afastado da vida dela, do mesmo modo que peço todos os dias para que seja afastado da minha vida.

E isso é o que eu recomendo. Todos os dias, pegue um papel e coloque nele seus mais profundos pensamentos. Chore e ria com Deus. Coloque suas dúvidas, suas necessidades. Peça! Agradeça! Lembre-se de agradecer, porque às vezes temos mais do que imaginamos. Mas, principalmente, lembre-se que a verdadeira prece vem do coração, não de fórmulas e frases feitas.

Hoje vou continuar a rezar pela amiga da banca e pedir a Deus que estenda a mão sobre ela e sobre tantos outros que estão diante de coisas muito difíceis na vida. Vou rezar pelos que não têm trabalho, teto, saúde, paz.

Se Deus vai me ouvir? Não sei. Creio que o mantemos muito ocupado. Mas vou continuar acreditando…

Ah! E também já estamos pensando em coisas mais práticas para ajudar a amiga que perdeu seu meio de vida num incêndio.

Deixe seu Comentário Respeitoso

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *