Aproveite bem as liquidações

Aproveite bem as liquidações

Todos os anos, ao final das grandes temporadas de vendas (Natal, Páscoa, Dia das Crianças), ou mesmo nas mudanças de estação, os lojistas fazem as famosas (e vantajosas) liquidações.

Essa é uma das práticas mais saudáveis do comércio, pois servem para renovar os estoques das lojas;

Para os lojistas fazerem capital de giro;

E serve para os consumidores adquirirem aquele produto desejado!

Mas, mesmo em liquidações, há regras a serem seguidas.

Para aproveitar bem uma liquidação, com chances reais de comprar mais por menos, é bom o consumidor tomar alguns cuidados.

 

Black Friday é dia para se tomar cuidado, especialmente no Brasil

 

O primeiro deles é fazer uma lista de algum produto no qual se esteja muito interessado.

Uma geladeira, por exemplo, e ver os preços em várias épocas do ano.

Compare os preços anteriores à liquidação com o que está na oferta da geladeira.

Verifique se a oferta é realmente interessante e quanto se está economizando na compra.

 

Não espere a época das Grandes Liquidações, bata pernas e veja preços sempre!

Busque, mesmo dentro de uma liquidação, se há outros produtos do mesmo nível, mas que estejam com preços melhores.

 

Não compre por impulso.

Pondere bem antes da compra e adquira apenas aquilo que precisa.

Ou seja, se você mora num apartamento, não compre um cortador de grama só porque está na liquidação.

Você gasta um dinheiro à toa ao invés de comprar o que precisa.

Saiba como ver se este ou aquele produto está barato

Sempre verifique o estado das mercadorias, para não ter surpresas desagradáveis depois.

E, não esqueça a regra de ouro: pesquise o preço em vários estabelecimentos.

Ah! Muito cuidado com as placas “50% off”, pois 50% de um milhão ainda são 500 mil.

 

Curiosidade:

Há uns poucos anos, comerciantes brasileiros trouxeram dos Estados Unidos a ideia da Black Friday, que acontece logo após a quinta de Ação de Graças.

Lá os produtos são vendidos quase a preço de custo.

Aqui no Brasil, infelizmente, a prática de “levar vantagem” faz muitos comércios dobrarem os preços alguns dias antes só para dizer que vendem isto ou aquilo pela metade.

, ,