Blogs são um problema e uma solução?

Blogs são um problema e uma solução?

Tenho trabalhado bastante no blog por conta de Covid 19 e também por falta de perspectivas reais de trabalho.

Nem vou me aprofundar nisso, mas muitas pessoas têm feito perguntas sobre o assunto e resolvi tirar um tempinho para dar umas poucas respostas que eu tenho.

Você pode criar um blog (gratuito no Google), que foi como comecei antes da página ter um endereço no WordPress.

Nos dois casos, tive muita ajuda de um amigo blogueiro (a página dele  https://www.meuanjo.com.br/ existe há muitos anos e vai continuar!).

E ele me ajuda muito com as configurações e programações, entre outras coisas.

Mas, se você tem mais experiência pode tentar por si mesmo, já que o Google está aí para responder perguntas.

Se você tem um tema, escreva sobre ele.

Eu criei um blog diversificado porque muitos assuntos me interessam, portanto vou de receitas e preces; de história e turismo; de meio ambiente a hortas.

E sim! Me interesso por muitos assuntos.

A segunda pergunta é: isso paga alguma coisa? Sim!

Blogueiros de sucesso (que não sou eu!!!!) ganham bastante dinheiro com isso e fazem disso uma profissão.

Mas não pense que é fácil, porque você precisa escrever todo dia, postar e compartilhar em tudo quanto é rede social.

Precisa atrair atrair novos leitores todos os dias, e tentar ser relevante.

E isso significa que você tem que compartilhar suas coisas nos grupos certos. Não basta apenas os amigos e parentes.

E por favor, não compartilhe algo de Meio Ambiente em grupos de culinária!

Não atire para todos os lados porque assim não se acerta ninguém.

Eu consigo fazer algumas dessas coisas, mas, tudo junto? Difícil!!!

Portanto, se você não consegue se comprometer com um trabalho cansativo e diário, nem tente!

Agora chegamos ao assunto monetização, que é ganhar dinheiro com o blog.

Você terá que, em um primeiro momento, postar muitas coisas por dia, mesmo que os assuntos pareçam bobos naquele instante.

Precisa mostrar ao Google que você tem volume de tópicos.

E um dia, dependendo do Google, você recebe um certificado que dá a você o direito de receber pelos anúncios postados na sua página.

Ah! Os blocos de anúncios que serão postados dependem de sua visualização, por isso não deixe de atrair leitores.

E, tirando algum posicionamento na sua página (cabeçalho, meio, rodapé e lateral), você não tem controle sobre os anúncios que aparecem.

Ou seja: o anúncio que aparece depende do leitor, do que ele pesquisa, do histórico de internet, e não do blog ou do assunto que está lendo.

Também não temos controle sobre anúncios que não abrem ou que dão erro.

Tudo culpa do Google!

E não adianta reclamar com o blogueiro sobre isso.

Sei que tem um monte de bestas escrevendo chamadas do tipo:

“É de cortar o coração”; “você não vai acreditar”; “você vai sorrir vendo”, e coisas do tipo.

Ontem, um primo reclamou que clicou um anúncio e teve preguiça de voltar para ler o texto.

Um conselho: leia o texto primeiro e clique nos anúncios depois (risos!), mas não saia sem dar um clique nos anúncios.

Mais de quatro anos após eu começar essa aventura, ainda não posso me sustentar com o blog, mas sei de gente que consegue.

Só não acredite em pessoas que dizem que isso é fácil.

Nada é fácil neste mundo.

Pelo menos não as coisas que valem a pena.

Continuem se resguardando.

Tomem precauções, e mantenham-se saudáveis!

 

 

,