Chegaram as chuvas: dirija com cautela

Chegaram as chuvas: dirija com cautela

Saiba que cuidados tomar ao dirigir sob chuva

A recomendação a seguir parece óbvia, mas funciona: evite sair com o carro nos dias em que a chuva alaga a cidade.

Como ninguém aqui é filho de pai rico e tem que trabalhar, mesmo em dias de chuva, darei algumas recomendações para diminuir os riscos.

 

Problema número 1: quando o motorista se vê no meio da rua durante uma tempestade.

Neste caso, é preciso seguir alguns conselhos que não transformam o carro num barco, mas evitam gastos no mecânico.

Ao chegar à borda de uma grande área inundada, o motorista deve parar um pouco e observar os carros que já estão na água.
Se ela estiver batendo na altura da metade das rodas, desista da travessia e encoste num canto, longe de bueiros.
Torça para o nível da água não subir mais.
O conselho vale especialmente para sedãs e esportivos importados, que têm a tomada de ar para o motor muito baixa.
Se atravessar a água for absolutamente necessário, espere o carro da frente seguir adiante.
Deixe uma boa área livre entre um automóvel e outro.
Para entrar na água, engrene uma marcha reduzida (de preferência a primeira) e vá em frente em baixa velocidade, mantendo aceleração constante.
Isso evita que a água bloqueie o escapamento.
Não troque a marcha dentro da água e fique longe dos ônibus, evitando as marolas.
A parte central da pista é mais alta e, portanto, a mais segura.
Além disso, os bueiros (muitas vezes sem tampas) ficam próximos ao meio-fio.
Se o carro enguiçar, o melhor é não insistir em dar a partida e empurrá-lo até uma parte seca.
A pane pode ter sido causada pelo calço hidráulico, ou seja: a água invadiu a câmara de combustão e travou o motor.

Nesse caso, o pior a fazer é tentar ligar o carro

Como a água não pode ser comprimida, as bielas empenam e podem até quebrar depois de algum tempo.
Nenhum fabricante oferece garantia para este problema.

O que fazer após a água baixar

Motor: Ao se tirar a lama do compartimento do motor, tenha muito cuidado com o módulo da injeção eletrônica.
Jatos de água podem danificar os contatos do componente.
Carpete: Se ficou úmido, é bom secá-lo logo com panos e jornais. Deixe o carro com os vidros abertos para tirar o cheiro de mofo.
Bancos e laterais: Alguns postos e empresas fazem a limpeza do estofamento com produtos químicos.
Quando entra muita água e lama no carro, o jeito é desmontar tudo.
Freios: Se o carro tiver ficado muitas horas submerso, é preciso até uma limpeza dentro dos tambores de freio, além da troca do fluido.
,