Dia dos Namorados, véspera de Santo Antônio

Dia dos Namorados, véspera de Santo Antônio

Pensei muito antes de começar a escrever sobre o assunto.

Primeiramente porque essa é uma época difícil pra mim por ser de muitas perdas.

Depois  porque ainda estamos em uma pandemia e, mesmo com as vacinas, muitos aodecem.

Afinal essa não é uma catapora que dá e se vai, mas como gripe, que muda e pega.

Muitas pessoas perderam entes queridos e estão sentindo a falta que fazem.

Às vezes gostaria de ser um colo para consolar.

Outras vezes queria abraçar amigos que estão com medo de toda a destruição.

Nunca vi tantas pessoas nefastas, que chamar a isso egoísmo não compreenderia tanto mal.

Como alguém consegue ver que 33 milhões de pessoas não têm o que comer e riem disso?

Faça tudo de crochê!
Roupas, tapetes, bichinhos. Faça tudo de crochê. Aprenda com um curso incrível a preço promocional!

Queria pedir a Santo Antônio que rogasse por nós.

Mas não consigo e, às vezes, eu mesma perco o ar e a vontade de viver.

Ontem foi o dia dos namorados, e como todas as datas desse tipo, só valem para um comércio desenfreado.

Eu fico feliz se isso fizer a economia girar e gerar empregos de verdade.

Mas sei que a precarização se instalou.

Enfim, deixem os namorados comemorarem.

Espero que, mais do que trocar presentes, haja afeto verdadeiro, uma vontade de viver para conviver.

E como estou falando muito em festas juninas, vamos lembrar dos inocentes tempos do Correio Elegante.

Lembrar de quando a gente mandava bilhetinho (SIM! A GENTE ESCREVIA!) para as pessoas de quem “gostava”.

A paquera durava um tempo até chegar a trocar beijos. Mas não era nada inocente.

A finalidade era a mesma: beijar, dar amasso etc.

E dia dos namorados lembra que estamos nos tempos de Santo Antônio, casamenteiro (??) e patrono dos pobres.

Dia 13 de junho, é dia de levar pão para benzer e pedir para nada faltar nas nossas mesas.

Minhas preces vão para todos os que estão passando necessidade.

Por todos que, como eu, buscam um trabalho num país que não faz nada pela empregabilidade.

Vamos pedir que Santo Antônio nos proteja contra tanta maldade.

Quero prometer que, tão logo a gente possa, vamos fazer uma festança junina, onde todos, ou a maioria, tenham motivos para comemorar.

Vamos fazer simpatia para atrair um amor, saber o destino da vida etc.

Coloque um prato com água e pingue 13 gotas de vela pra ver que figura aparece.

Se aparecer igreja, casamento. Um navio? viagem.

Enfim… tem outras, mas não lembro nenhuma e pra mim nunca apareceu nada útil.

Só me resta terminar pedindo: Santo Antônio, não nos deixe faltar o necessário para a nossa existência!

Rogai por nós e nos livre dessas pessoas más que nada fazem ante a desgraça.

Por favor, tira essa revolta que está nos engolindo!

 

, ,