Escrevendo em outras paragens sobre todas as mães

Escrevendo em outras paragens sobre todas as mães

Próximo domingo é dia das MÃES, e escrevo assim mesmo, tudo maiúscula, porque sinto falta da minha mãe, e muita.

Segunda-feira fez 40 anos que a perdi, e se ela ainda estivesse por aqui ela completaria 93 anos dia 16.

Portanto, este é um mês que não tenho como não me lembrar dela.

Acredito que neste momento tem um monte de filho dando tratos à bola para saber qual o presente ideal para agradar a mãe.

Tolos.

Na verdade sua mãe só quer mesmo ver os filhos felizes.

Porém, não se enganem, sua mãe não ficará triste se ganhar flores, perfume, ou um almoço em um local bacana.

Entretanto são apenas demonstrações de afeto representadas por coisas.

Mãe precisa ser beijada e abraçada todos os dias.

Precisa fazer prece pela saúde dela todos os dias.

É um ser que precisa amar e ser amado todos os dias.

Mãe é aquela coisa aconchegante que ampara quando precisamos de colo.

Que faz aquele chá quando estamos doentes.

E que elogia para levantar nosso moral quando estamos para baixo.

Mãe é aquela que merece tudo todo dia, porque mãe não escolhe filho, ama os dela, os dos outros.

Ela ama e só. Pronto!

E vocês mães, obriguem os seus filhos a levar agasalho e guarda-chuva.

Vocês nunca erram quando a coisa diz respeito à saúde e bem-estar de seus filhos.

Mas também ensinem a eles que precisam respeitar todos os outros seres, porque esse é o trabalho da mãe.

Sei que vai ter um monte de gente dizendo que é trabalho de pai também, e eu concordo.

Mas mãe faz isso muito melhor!

Pelo menos a minha mãe era assim.

Ela fazia melhor que tudo, mesmo quando as coisas davam errado.

Mas era minha mãe e eu a amava.

Dói muito esses anos sem ela e ainda sinto como se fosse ontem.

Um cheiro, um gesto e lembro tudo.

Mãe é tudo de bom!

Então, até domingo, pense em algo que sua mãe quer muito e tente dar isso a ela.

Se não der, sei que ela vai ficar feliz com a lembrança.

Assim como minha mãe ficou com um versinho bobo, aprendido na escola, que escrevi no álbum de recordações há muitos anos…

A mamãe é meu tesouro,
A mamãe é meu amor,
Salve a mamãe.