Esse é o meu Feliz Natal

Esse é o meu Feliz Natal

Juro que estou tentando manter a calma no meio do barulho infernal que está na minha rua.

Mas, é quase Natal e eu quero escrever algo que deixe nossas almas elevadas…

Mesmo sentindo que estou no meio do filme “Uma Noite de Crime” no qual a noite não acaba.

É Natal, ou quase, e estamos ainda vivendo uma pandemia.

Sim pessoal, o vírus ainda está entre nós e evoluindo!!

Neste natal, poderíamos imitar o vírus e evoluir também. Que tal?

Que tal pensar no próximo antes de fazer uma festa de arromba e espalhar o vírus pelos quatro cantos?

Ou, que tal ouvir música para si mesmo e não para quem mora em Marte?

Que tal não dirigir depois de beber???

Veja bem, nada disso são coisas impossíveis.

Eu gostaria muito mesmo que as pessoas parassem de falar: “mas está todo mundo fazendo!”.

Queria muito escrever este post pensando apenas naqueles que estão cortando um dobrado para ajudar aqueles que não têm nada (Oxfam, padre Júlio Lancelotti, Vicentinos e tantos outros);

Escrever para parar com as loucuras como o desmatamento, a matança indiscriminada de animais e o genocídio dos povos da floresta.

Acredite que meu coração está com vocês, especialmente quando vejo usarem vocês como exemplo de certo, mas não seguem o modelo;

Ou aqueles que não fazem nada e ainda querem destruir.

Neste Natal, vamos pensar em como parar a violência sem usar a violência.

Porque isso não é parar, mas dar continuidade.

Apesar da frase “combater o fogo com fogo” isso é incorreto.

O fogo se combate com água.

E o fogo da violência do mundo precisa urgentemente da água da Paz.

Neste Natal, enquanto vocês estiverem comendo os pratos da ceia, só rezem para que todos no mundo tenham algum alimento.

Enquanto vocês estiverem tomando alguma bebida, rezem para que todos tenham água.

Na hora de se arrumar, peça para que todos tenham roupas e calçados.

Que tenham casa, escola, saúde, e que estejam seguros.

Vamos desejar a todos mesmo um FELIZ NATAL?