Não acredite em tudo o que você vê

Não acredite em tudo o que você vê

Mentiras são espalhadas desde que o mundo existe

 

Certa vez um chefe de redação me disse que o “papel aceita tudo”, inclusive o boato e a mentira deslavada.

Pois bem, eu diria mais, em tempos de mídias sociais e internet, isso é obsessão mundial.

Parece que as pessoas ficam desesperadas para compartilhar notícias, mesmo que elas não saibam se é verdade ou não.

Pior que isso, em mídias sociais, todos têm que dar uma opinião, mesmo que a tal opinião seja completamente sem base e apenas fruto do próprio preconceito.

A raiz do preconceito é a ignorância

Sem querer ser uma chata, mas acho legal quando postam coisas bacanas que aconteceram em suas vidas.

Mas, por favor, deixem as notícias para jornalistas de verdade, e quando digo de verdade, é:

  • Pessoa consciente de que para se divulgar uma notícia precisa provar que aquilo é verdade ou está próximo disso;
  •  Profissional que comprova o fato apurado junto a pessoas de credibilidade sobre o assunto, já que um jornalista não é expert em nada;
  • Sabe que precisa ser ético e verdadeiro;
  • Não pode, nem deve ser um histérico quanto ao que está noticiando.

 

Gostaria de dizer que as pessoas serão ponderadas quando leem notícias, blogues ou redes sociais.

Infelizmente o que vejo é uma histeria geral para ver quem vai “causar” mais, e uma necessidade de aplausos nunca vista antes.

Não aceite a violência dos haters da Internet

Vou aproveitar aqui para pedir, por favor!

Parem de compartilhar tudo o que vocês veem e acreditar em tudo o que vocês leem!

Comprovem antes!

E, antes de ficar colocando tudo aos quatro ventos, veja se isso não vai prejudicar mais do que ajudar.

A Internet pode trazer coisas boas. É uma boa ferramenta.

Mas também pode começar muita coisa ruim baseada em falsidade e ódio.

Percebam que ela (a internet), é só uma ferramenta.

Os humanos é que fazem as ações e têm que pensar em como usar essa ferramenta.

Gostaria muito que este artigo fosse lido, compartilhado e que virasse um instrumento de mudança para alguém.

Se eu conseguir mudar uma ideia para melhor, meu dia estará ganho.

 

, , ,