Não me faça perder tempo

Não me faça perder tempo

Mesmo não concordando que tempo seja dinheiro

Diziam os antigos que tempo é dinheiro.
Não concordo muito com isso.
Ou eu teria que concordar que o meu tempo serviu para eu perder dinheiro e outros se darem bem.
Mas vamos falar daquelas coisas chatas que nos fazem perder tempo e não ver a luz no fim do túnel.
Ontem, pela terceira ou quarta vez em quatro anos, fui ao atendimento da prefeitura.
Lá eu fiz uma reclamação contra alguns estabelecimentos muito barulhentos do meu bairro.
São pessoas que atrapalham o sono, o trabalho e a vida de muitas pessoas.
E vejam bem, que o barulho a que me refiro não é o que vem das atividades de trabalho desses estabelecimentos.

O barulho vem de gente que se acha no direito de violar leis de silêncio, trânsito etc. e atordoar a vida de quem vive e trabalha por aqui.

São bares abertos fora da hora permitida, com música ao vivo em locais não adaptados a isso.
Pessoas que param seus carros e ficam “escutando um som” sem dar direito aos outros de “NÃO” escutar a mesma coisa.
São pessoas gritando umas com as outras, já que o tal som é tão alto que eles não ouvem a si mesmos.
Eu já expressei minha indignação uma centena de vezes e sei que pareço disco quebrado.
Mas é que já me queixei da baderna tantas vezes, em tantos lugares e não vejo uma solução.
Já chamei PM, Guarda Municipal, queixa na prefeitura e nada.
Até o pessoal do Conselho de Segurança do bairro já se cansou de tanto ouvir.

Mas querem saber quem está cansada? EU E MEUS VIZINHOS!

Cansamos de usar todos os canais possíveis sem ver uma solução real para o problema.
Antes que alguém diga que os órgãos oficiais combatem o problema e ele muda de lugar, eu digo que o problema não mudou de lugar.
Ele continua aqui, e são as mesmas pessoas, que estão impunes.
E as pessoas daqui ainda têm de conviver com o sarcasmo sem fim desses seres, que não respeitam ninguém.
Aqui chamo a atenção para meu título sobre perda de tempo.
Porque ontem, só consegui abrir nova queixa após protestar no órgão público que eu só queria respeito à Lei.
Até isso aguentamos: funcionários desconhecendo as leis do município ou não querendo fazer um processo que vai dar trabalho.
Perdi parte do meu dia senhores, como perco meu sono, meu direito ao sossego.
E tudo porque ninguém resolve nada.
Será que mais uma vez perdi meu tempo porque, novamente, não teremos solução?

 

,