O que é Alergia?

O que é Alergia?

Aprendam um pouco e entendam o que é alergia

Oi! Meu nome é Rita e eu tenho alergia a qualquer coisa que saia da bunda de uma abelha, incluindo (vide o primeiro artigomel e própolis.
Comecei este blog após uma crise alérgica causada por xixi de aranha!
Assim começo falando um pouco de alergias, e de como descobri que tenho essa condição, depois de tomar própolis.
Mas antes vamos explicar o que são alergias.
Alergias são um conjunto de condições médicas causadas pela hipersensibilidade do sistema imunológico.
O corpo entre em contato com uma substância e rejeita isso.
Normalmente são coisas que não causam problemas na maioria das pessoas.
Estas doenças incluem rinite alérgica, alergias alimentares, dermatite atópica, asma alérgica e anafilaxia.
Os sintomas mais comuns são olhos vermelhos, manchas corporais, coceira, nariz escorrendo, falta de ar ou inchaço.

É bom ressaltar que intoxicações e intolerâncias alimentares são problemas diferentes de alergias.

Entre os alergênicos mais comuns estão o pólen e determinados alimentos, embora os metais e outro tipo de substâncias também causem alergias.
As causas das reações alérgicas mais graves incluem alguns alimentos, picadas de insetos e determinados medicamentos.
Em alguns casos, como no meu contato com própolis, causou um inchaço tão grande na garganta que quase sufoquei.
As alergias vêm de herança familiar, mas também são causadas por fatores ambientais.
O diagnóstico tem por base o histórico clínico da pessoa.
Em alguns casos é útil a realização de exames cutâneos ou análises ao sangue.
No entanto, os resultados positivos nem sempre significam que exista uma alergia significativa à substância em causa.
Alergia ou reação de hipersensibilidade é uma resposta exagerada do sistema imunológico após a exposição a uma série de agentes, em indivíduos predispostos.
Entre os fatores mais comuns para causar alergias estão: ácaros; fungos; insetos; pelos de animais; pólen; alimentos e medicamentos.
Atualmente alergias são consideradas problemas de saúde pública por acometer cerca de 20% da população mundial.
Isso compromete a qualidade de vida de adultos e crianças.

Tipos de doenças alérgicas

As alergias respiratórias são doenças inflamatórias crônicas que atacam o sistema respiratório.
É o caso da asma, que se  se manifesta clinicamente por crises de falta de ar ou cansaço, chiado  e sensação de aperto no peito e tosse.
Cerca de 80% dos pacientes que têm asma, apresentam também rinite.
E as as crises são causadas por exposição a ácaros, fungos (mofo), pelos de animais, pólen e fatores irritantes ocasionais, como fumaça e odores fortes.

As doenças alérgicas de pele, também atingem indivíduos com tendência hereditária.

Elas se manifestam como dermatite atópica, dermatite de contato, urticária e estrófulo (alergia a picadas de mosquitos e pulgas).
A dermatite atópica, por exemplo, é uma reação da pele aos estímulos ambientais.
Manifesta-se como eczema, que são lesões inflamatórias da pele, acompanhadas de coceira intensa e pele seca.
Ela é diferente da dermatite de contato, no qual a pele entra em contato direto com o causador da alergia, como esmaltes, bijuterias, produtos de limpeza e sabonetes.
Já a urticária é multifatorial, sendo desencadeada por alimentos, medicamentos, picadas de insetos, infecções, doenças autoimunes ou do sangue e distúrbios hormonais.
Uma parte das urticárias porém não tem causa não identificável.

Na urticária, as lesões são como placas avermelhadas, com coceira intensa, de localização variável e curta duração.

O tratamento consiste em identificar a origem e o uso de anti-histamínicos, que aliviam os sintomas.
O angioedema é uma espécie de urticária mais séria, atingindo as camadas mais profundas da pele, atacando lábios, pálpebras, mãos, pés, genitais e face.
A maioria dos casos de reações adversas aos alimentos são de origem não alérgica.
É o caso das reações tóxicas, que causam diarreia após ingestão de alimentos com toxinas.
Em se tratando de alergia alimentar, é uma reação do sistema imunológico que responde de forma anormal, sem importar  a quantidade ingerida.
Essas alergias, como a minha em relação a mel e própolis, são um grande desafio quanto ao diagnóstico e tratamento.
Mas fiquem atentos: alergias alimentares podem causar óbito.
Os sinais mais claros são fechamento de garganta, inchaço em partes do corpo e vermelhidão repentina.
Corra para o Pronto Atendimento mais próximo ou chame o SAMU, se desconfia de crise alérgica.

E atenção!

Não se automedique.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso. 

,