Pão é sinal de evolução

Pão é sinal de evolução

Saiba como os pães acompanham as mudanças

As origens do pão, esse alimento que acompanha a humanidade há milhares de anos, não é muito exata, já que toda hora se descobre um novo sítio onde há sinais de cozimento desse alimento. Mas sabe-se que isso está ligado ao momento em que os seres humanos começaram a se estabelecer, a plantar, colher e se fixar em algum local.
Mas não precisamos voltar tanto no tempo para saber que o pão evoluiu e hoje se tornou um alimento que atende todos os gostos, bolsos, dietas e necessidades.
Quem está acima dos 39 deve ter vivido a época em que se ia até a mercearia do bairro para comprar o pão francês ou a bengala (naquele tempo chamada de “filão”).

Mais de 60% dos brasileiros come um pão francês no café da manhã

As opções de então eram essas, ou o pão de forma, que só tinha em grandes mercados, pois nos bairros era muito caro. Mas os tempos mudaram e, como se sabe, o mundo anda para frente, sendo que hoje encontramos os mais diversos tipos de pão em quase todas as partes do País.
Hoje temos prateleiras enormes dos mercados com os tipos de pães mais variados, temos panificadoras com produtos próprios bastante variados e as boulangeries, que usam esse nome bacana para cobrar bastante pelo mesmo produto encontrado em panificadoras normais.

Pães variam de acordo com o consumidor

A maior parte das mudanças que aconteceram Mas, na hora de escolher, preste muita atenção. Existem dois

tipos de pães: light e tradicional. Os pães light não levam gordura vegetal ou açúcar em sua composição, mas podem levar farinha branca comum, assim como os pães tradicionais.

A presença de grãos diferentes, como aveia, ou girassol no pão não quer dizer que ele engorda mais ou menos que outros, quer dizer apenas que seu sabor é diferente. Hoje encontramos até mesmo pães de forma doces, com canela e passas, com iogurte etc.

Faça dieta e coma pão!

Quem está de regime, não pense que só pode comer pães light. Cada tipo de pão traz em sua composição uma contagem diferente de calorias e gorduras. Às vezes um pão comum traz pouquíssimas calorias a mais que um similar light. Portanto, verifique sempre as tabelas nutricionais antes de escolher o seu pão de cada dia. E sempre verifique (no caso dos pães industrializados) a quantidade de sódio, gorduras e conservantes na tabela que vem impressa nas etiquetas.

Curiosidade: o pão francês não existe na França. Ele é uma invenção 100% brasileira para o chamado “pão de sal”

, , ,