Pelo amor da vida, crie uma horta

Pelo amor da vida, crie uma horta

Nem vou falar em preços de frutas, verduras e legumes porque isso me tira do sério.

Também não quero dizer que uma horta em casa ou comunitária vai resolver a vida.

Mas isso pode ajudar.

Além de se plantar seus legumes, verduras e se tiver espaço, frutas, serão mais saudáveis.

Passarão longe dos agrotóxicos e a sua carteira vai ficar fechada por mais tempo.

O passo a passo não é simples.

Não se engane achando que plantar uma horta é fácil.

Aliás, quando aprendemos isso respeitamos mais os agricultores.

Mas, veja bem, OS AGRICULTORES, NÃO OS LATIFUNDIÁRIOS.

Separando o joio do trigo.

Antes de tudo, aprendam: plantas precisam de muita atenção.

Não tanto quanto um animal de estimação, mas precisam sim.

Uma planta é um ser vivo. Não é porque ela não grita que ela não sente.

Para viver e prosperar, plantas precisam de água, solo fértil, luz em maior ou menor incidência e local adequado.

Mesmo que você tenha plantinhas em casa, saiba que em uma horta, os cuidados devem ser redobrados.

Isso porque algumas práticas erradas podem trazer pragas e matar o cultivo.

Escolha o local adequado

Sempre pesquise as condições para cada planta se desenvolver.

Planta não é tudo igual!

Algumas precisam e aguentam mais sol, outras precisam de meia sombra, ou seja, sol indireto.

Além disso, plante os vegetais semelhantes no mesmo local e separe os que têm características conflitantes.

Ah! Já escrevi aqui neste blog plantas que, quando juntas, fornecem proteção umas às outras contra pragas e insetos. (clique no link)

O solo adequado e a rega

É bom que o solo seja rico em nutrientes e tenha condições para o desenvolvimento das plantas.

Seria bom que todos os locais jjá viessem com terra fofa e não compactada.

Mas sabemos que, ao menos nas cidades, isso não é bem verdade.

Se precisar, prepare o solo revolvendo toda a terra e afofando ela.

Então adicione adubo, de preferência esterco ou restos de legumes e verduras.

Isso já cria um princípio de compostagem que ajuda a terra a se recuperar.

E quando for fazer a rega, sempre jogue água nas raízes das plantas.

O calor pode evaporar as gotículas antes que elas sejam absorvidas pelas raízes.

Além disso, o excesso de umidade nas folhas pode causar o aparecimento de fungos.

Sem contar que regas fora de hora e do jeito errado provocam problemas em dias muito quentes ou muito frios.

Nos quentes a planta pode “desmaiar” com o vapor; e nos dias muito frios, a água pode causar um choque térmico na planta ou até congelar.

Fim ou princípio de dia dá tempo para a planta absorver a água e o solo ficar com a umidade adequada.

Escolha o que plantar

É claro que nossas escolhas têm a ver com o que gostamos de comer, mas precisamos aumentar a diversidade.

Faça canteiros de legumes alternados com verduras. Se tiver espaço plante alguma árvore frutífera nativa.

Prefira sementes crioulas, que brotam de novo, ao contrário das manipuladas geneticamente.

Nosso solo precisa de plantas de verdade assim como nós precisamos de água limpa e comida.

E já que falamos em manter a saúde, evite qualquer pesticida.

Há meios de manter plantas saudáveis sem uso desses “defensivos” que não defendem ninguém.

É preciso preservar o solo, a água e a nossa vida contra a contaminação.

Se tiver dúvidas, pesquise com quem é mais experiente ou mesmo na internet.

Afinal a rede não existe só pra ver vídeo besta ou falar mal de quem você não gosta.