Porque damos ovos na Páscoa?

Porque damos ovos na Páscoa?

E o que têm os coelhos a ver com isso?

 

Para começar, nem os ovos, nem o coelho têm a ver com as tradições judaico/cristãs de festejar a Páscoa.

Aliás, muito diferente entre si, mas muito igual em significados.

Então explicarei isso depois de falar em ovos e coelhos.

Essa tradição dos ovos tem origem muito antes do nascimento de Jesus Cristo.

Os ovos eram símbolo de fertilidade e renascimento, utilizados para celebrar o Equinócio da Primavera no hemisfério Norte (a 21 de Março).

Receitas de chocolates e Ovos de Páscoa
Faça ovos incríveis para a Páscoa e o resto do ano!

É o fim do inverno e a chegada da estação do florescimento da natureza.

Na época, as pessoas ofereciam ovos e os agricultores até os enterravam para obterem uma boa colheita.

Então, onde entra o coelho nessa história?
No mesmo senso de fertilidade.
Coelhos se multiplicam o tempo todo, sem a necessidade da coelha entrar no cio.
Assim, as tradições dos deuses da fertilidade continuaram até os dias de hoje.
As festas dos povos do hemisfério Norte celebravam a volta da natureza, marcando o final do inverno e o renascimento da natureza na primavera.

Como essa coisa chegou à Páscoa cristã?

Vamos voltar a coisas anteriores, à Páscoa judaica: o Pessach!
Nessa ocasião, o povo hebreu faz vários rituais para celebrar a passagem da escravidão para a liberdade.
É a libertação do cativeiro egípcio.
E por ocasião de uma dessas festividades judaicas, um certo Jesus Cristo foi crucificado e ressuscitou, dando origem a uma nova religião.

Caso alguém duvide disso, a tal “última ceia” nada mais é do que o Seder do Pessach, a ceia antes da libertação.

Desde então, os cristãos comemoram a Páscoa, que é a certeza do renascimento.

E quando a Páscoa começou a ser celebrada pelos cristãos, a data coincidia com a celebração do Equinócio de Primavera.

Então os crentes associaram os ovos à ressurreição de Cristo.

Os coelhos meio que entraram de gaiatos.

Mais tarde, alguns chocolatiers franceses criaram o ovo em chocolate para distribuir no Domingo de Páscoa.

Em alguns lugares, as famílias escondem os ovos pela casa, jardim etc.. e fazem uma caça ao tesouro de chocolate.

As tradições de Páscoa variam de país para país.

Há alguns que ainda oferecem ovos comuns, com belas pinturas e decorações.

Mas chocolate, essa coisa maravilhosa nascida nas Américas (o cacau é nativo daqui) está acima do bem e do mal.

Em forma de ovo, ou um simples bombom, ofereça a alguém, desejando a essa pessoa os melhores votos!

Que esta Páscoa seja um renascimento para todos.

Precisamos nos libertar da escravidão do mal e da mesquinharia.

Sejamos generosos como a natureza, que, mesmo maltratada, é generosa conosco e renasce!

Feliz Páscoa! E que nos libertemos de todo o mal!

 

, , ,