Prenúncio do fim… de semana em Diadema

Prenúncio do fim… de semana em Diadema

Se você pensa em ser MEI, não o seja em Diadema!

Estamos em mais uma sexta-feira.
E parece que todas têm sido 13, porque nunca vi dias mais movimentados e cheios de surpresas como as sextas têm sido para mim.
Não reclamo do trabalho pesado, nem mesmo do deslocamento que acaba com a paciência de qualquer cristão pois os transportes coletivos de São Paulo estão cada dia piores.
Mas de coisas que deveriam (e poderiam) ser resolvidas sem atropelos, mas que todos deixam para a última hora, como avisar que um fato vai acontecer hoje, e avisar isso uma hora antes…
Entretanto isso não é tudo.
Alguém consegue explicar porque a gente abre uma conta bancária de microempreendedor individual e o banco te dá um número de conta etc., mas depois deixa você a ver navios?
Porque não manda nada, tipo contrato, cartão da conta, nada?
Ah sim! Serviço 24 horas só funciona até as 22 horas, quando funciona.

Vai fazer um mês dia 23…

Onde estão os gerentes que buscam novos correntistas e que sempre se dizem prontos para ajudar?
E os serviços que dependem de prefeitura então?
Além de ninguém saber o que está fazendo da vida naquele lugar.
A impressão que se tem é de que todos querem alguma propina para realizar um trabalho que não é necessário.
Eu só quero me inscrever para tirar nota de serviços avulsa e pagar os devidos impostos.
Acabo de me sentir a maior idiota de todas.
Estou pagando para trabalhar e eles vão cobrar impostos sobre a minha força de trabalho.
Meu Deus! Se isso não é um mundo criado pelo capeta, não sei mais.
E até para isso eles arrumam um jeito de travar o serviço.
Qual é o problema dessas pessoas?
Será que elas dormem e acordam pensando em maneiras de acabar com o dia de alguém? Gente!
Nem eu, nem a maioria das pessoas que estão tentando se regularizar queremos facilitações.
Mas também não vejo necessidade de criar burocracias onde elas não deveriam mais existir.
Vou terminar este post desejando que o dia e a sorte de vocês estejam melhores que a minha.
E já vou avisando: se quiser abrir uma empresa no Grande ABC, escolha qualquer cidade, menos Diadema.
Aqui não dá para ser honesto!