Saiba como economizar na crise

Saiba como economizar na crise

Vivemos num país onde a palavra crise chega a ser igual a doença crônica.

A Inflação voltou, até para os tolos que se acham acima das crises.

Estamos sempre indo e vindo; pensamos que as coisas melhoraram, mas não.

Lá vêm os preços altos nos produtos de primeira necessidade, que estão fora de controle, como arroz acima dos 30 reais e óleo beirando os 10.

Nem vou falar nas proteínas, porque ainda quero saber qual a vantagem de ter o maior gado do mundo se não podemos comprar.

São esses momentos que percebemos gastar mais e voltar com o carrinho cada vez mais vazio.

E nem vamos falar aqui das despesas fixas (luz, água, aluguel etc.), que também têm subido em índices acima da inflação. Falaremos dos gêneros de primeira necessidade.

Em época de inflação, dicas ajudam na hora das compras

Mas como economizar? Uma saída bem comum é pesquisar os preços.

A primeira dica é: não compre tudo no mesmo supermercado.

Fique sempre atento a ofertas dos comércios das proximidades. Não adianta se locomover de carro, ônibus ou Uber se não for para economizar muito.

Não compre todas as coisas que precisa de uma vez só.

Alguns mercados aproveitam que há menos compradores durante a semana para baixar os preços de alguns itens.

Os preços são mais baixos nos períodos “entre pagamentos”, que fica entre os dias 10 e 20, e entre os dias 25 até o final do mês.

Substitua alimentos que tenham o mesmo valor nutricional, como trocar o feijão pela lentilha e a carne bovina pela carne de frango.
Troque uma marca famosa por uma menos conhecida, mas que tenha as mesmas propriedades da outra.

Dicas para economizar quando for às compras:

1. Faça uma lista para organizar as despesas da casa. Quando se põe as contas na ponta do lápis fica mais simples definir onde cortar despesas e onde economizar;

2. Antes de ir ao supermercado, faça uma lista de compras para evitar a tentação de comprar produtos por impulso;

3. Nunca vá ao supermercado com fome, pois a chance de comprar um monte de guloseimas é grande;

4. Comece suas compras pelos itens de primeira necessidade: arroz, feijão, açúcar, óleo, café, leite, produtos de higiene e limpeza;

5. Deixe as crianças em casa quando for às compras. É difícil para os pais resistir à carinha de “eu quero” dos pequeninos;

6. Sempre dê uma olhada nas prateleiras inferiores do mercado, Lá ficam os produtos mais baratos;

7. Experimente consumir produtos da marca própria do supermercado. Muitas vezes, o fornecedor é o mesmo das marcas consagradas e preço está mais acessível;

8. Se o produto tiver refil, prefira. Pode-se economizar muito no custo da embalagem e ainda contribuirá com o meio ambiente;

9. Substitua alimentos mais caros por outros ou por marcas com preço menor.

10. Consuma frutas e verduras da época, pois são mais baratas que as demais;

11. Compare os preços dos folhetos de vários supermercados. Muitas lojas costumam cobrir a oferta da concorrência.

Espero que este artigo ajude você a economizar.

, , ,