São Brás, padroeiro dos que sofrem de males da garganta, rogai por nós!

São Brás, padroeiro dos que sofrem de males da garganta, rogai por nós!

Sei que muita gente que está lendo este post já engasgou ao menos uma vez na vida, e já deve ter ouvido as pessoas falando para levantar os braços enquanto alguns chamavam por São Brás.

Pois é porque esse santo é padroeiro dos males da garganta e chamado durante os engasgos por ter salvado, com uma prece, um garoto que tinha uma espinha de peixe atravessada que não o deixava respirar.

Mas, não é apenas isso. São Brás foi um mártir, bispo e santo católico que viveu entre os séculos III e IV na Armênia. E é comemorado em 3 de fevereiro, sendo que muitas igrejas celebram missas e mães e pais levam seus filhos para receberem bênçãos da saúde.

Dizem que o santo vivia em uma caverna e estava sempre acompanhado de animais selvagens, o que o faz patrono dos veterinários também.

Capturado pelos romanos e decapitado no ano 316, São Brás foi enterrado na cidade de Sebaste, na Armênia.

Seu culto se expandiu, tanto no Oriente quanto no Ocidente, a partir do século VIII, invocando-se suas bênçãos para doentes e animais por associação aos milagres que lhe foram atribuídos. Seus emblemas são um rastelo (ancinho) ou duas velas cruzadas. Na igreja Ortodoxa é comemorado em 11 de fevereiro.

Na imagem, uma prece para ser rezada sempre que houver um engasgo, ou uma doença da garganta (faringite, amidalite etc.), ou ainda males respiratórios, oremos a São Brás e ele nos socorrerá.