Ser vegetariano não significa ser doente

Aprenda um pouco antes de dar opiniões bobas

Vamos começar o artigo falando um pouco de mim, afinal o Blog é meu. Para início de conversa, não sou vegetariana, nem vegana (e sim! Há diferenças entre as duas coisas). Eu como carne, queijos, ovos, tomo leite e iogurte. Enfim, sigo a pirâmide alimentar. Mas isso não significa que sou uma fanática por proteína animal, e sim, como bastante verdura e legume.

Mas estou aqui para falar um pouco sobre vegetarianos, que respeito profundamente, por abdicar de alguns alimentos e continuarem muito saudáveis (aliás, mais saudáveis do que jamais serei!). Entretanto, eu devo dizer que quando se opta pelo vegetarianismo, há alimentos que não se devem abdicar para se continuar a estar saudável.
Ser ou tornar-se vegetariano pode ser benéfico para vários problemas de saúde, como a hipertensão, diabetes, riscos cardiovasculares etc., mas excluir alguns ou todos os produtos de origem animal pode criar carências de nutrientes no organismo, então é essencial compensar essa falta com outros alimentos.

 

Esses nutrientes não podem faltar

Cálcio – Para manter os ossos e dentes com força. Normalmente encontramos o cálcio no leite e derivados, mas alguns vegetarianos que não consomem derivados do leite, podem encontrar cálcio nas couves, brócolis, nabos, feijão, soja, amêndoas e sementes de gergelim, e também no tofu e nas bebidas à base de soja.
Ferro – Importante para o fortalecimento dos glóbulos vermelhos, sua insuficiência pode causar anemia. Um vegetariano pode substituir isto por soja, tofu, couve, espinafre, feijão, ervilhas, lentilhas, quinoa, aveia, cereais integrais. O ferro não é facilmente absorvido por ingestão de vegetais. Para ajudar neste processo, consuma ao mesmo tempo alimentos ricos em vitamina C como os frutos cítricos, morangos e tomates.
Proteínas – Todo ser vivo precisa de proteína. É a sustentação de todas as estruturas e de todas as

células. E já que carne não é opção, as de origem vegetal são: soja, quinoa, lentilhas, tofu, feijão, ervilhas, arroz. Para os vegetarianos que consomem leite, ovos e derivados, é necessário aliar os alimentos acima com outros para que a união dos aminoácidos formem proteínas de boa qualidade. Por exemplo, arroz com feijão, quinoa com milho, arroz com ervilhas, tofu com lentilhas.

Vitamina B 12 – Ajuda na produção dos glóbulos vermelhos e a maioria está em produtos de origem animal. Quem não ingere nem carne, nem peixe, nem ovos, leite e derivados, pode encontrar esta vitamina em bebidas à base de soja, creme de amendoim, chocolate em pó e cereais matinais enriquecidos.
Ômega 3– Necessários para o cérebro, a saúde cardiovascular e para controlar os níveis de colesterol, o ômega 3 é encontrado nos pescados. Para os vegetarianos podem encontrar o ômega 3 nas nozes, sementes de linhaça e chia, óleos de soja.
Vitamina D – Facilita a absorção do cálcio, o que é benéfico para os ossos e pode ser processado pela exposição ao sol. Os vegetarianos podem encontrar a vitamina D em cereais enriquecidos, bebidas de soja e no arroz.
Zinco -Mantém a imunidade do organismo e pode ser encontrado em sementes de abóbora, feijão de soja, amêndoa e amendoim, mas também, em menor quantidade, no gérmen de trigo, nozes, castanhas e alguns cereais.

Deixe seu Comentário Respeitoso

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *