Vamos comemorar as festas juninas?

Vamos comemorar as festas juninas?

Aprenda sobre o milho, um dos ingredientes principais das festas

 
Chegamos a junho e, de certa forma, adoro este mês.
Há um cheiro no ar de fogueiras de São João.
Mas temos outros santos a comemorar.
Antes de mais nada, temos Santo Antônio (dia 13) São João Batista (24) e São Pedro (dia 30).
Então eu quero falar bastante nessas festas porque há manifestações por todo o país.
Há os Bumbas meu Boi, as quermesses, cavalhadas e muito foguetório.
Estamos voltando aos poucos a ter festas juninas e quermesses.

Então precisamos levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima.

Hoje é dia de falar de um dos ingredientes mais usados nas festas juninas: o Milho!
O milho é um cereal nativo das Américas, que os povos originais já comiam há uns 12 mil anos.
Aliás, muitos povos consideravam o milho algo mais precioso que o ouro.
Para eles era o alimento do Sol.
A comida que dava energia e sustento às populações locais.
Então, os originários davam muita importância ao milho.

O milho recebia diferentes nomes entre as tribos

Enfim, não importa, pois todos significavam vida.

Era comido cozido e assado e, com ele moído, faziam-se bolos e pães.
Tudo indica que a pipoca foi apresentada aos colonizadores europeus em uma festa.
Usamos o milho como alimento para humanos e animais, devido às suas qualidades nutricionais.
Além do mais o cereal tem alto potencial produtivo,
O cultivo em larga escala geralmente é mecanizado, com técnicas modernas de plantio e colheita.
Mas isso se falarmos das variedades mais comuns.
Algumas culturas familiares e comunitárias trouxeram de volta à vida espécies quase esquecidas.
São as chamadas sementes crioulas, sufocadas por transgênicos.

Faz um bem danado à saúde!

O Milho puro ou como ingrediente de outros produtos, é uma importante fonte energética.
Ao contrário do trigo e do arroz, refinados durante a industrialização, o milho conserva sua casca.
Essa casca é rica em fibras e fundamental para a eliminação das toxinas do organismo humano.
Além das fibras, o grão de milho é fonte de carboidratos, proteínas e vitaminas do complexo B.
Possui bom potencial calórico, com grandes quantidades de açúcares e gorduras.
O milho contém vários sais minerais, como ferro, fósforo, potássio e zinco.
A Embrapa diz que apenas 5% da produção vão para o consumo humano direto.
O milho é matéria prima de óleos, farinhas e outros ingredientes, além da ração animal.
Mas como eu disse no começo, o cereal é matéria-prima principal de vários pratos da culinária típica brasileira.
Especialmente as que comemos nas festas juninas.
Então temos canjica, cuscuz, polenta, pamonhas, curau, bolos, pipoca, sucos, pães etc.  
Nos próximos dias passarei algumas receitas juninas, com milho, ou com outros ingredientes.
O importante é lembrar que podemos festejar, mas não deixar de lado os problemas.
Isso só acontece quando eles são resolvidos

Ah! E antes que me esqueça:

Milho também serve para fazer combustível, menos tóxico, menos poluente e de fonte renovável.