Vida, universo e tudo o mais…

Vida, universo e tudo o mais…

Hoje estou meio de luto

Prometo que vou tentar ser positiva, mas comecei o dia sabendo que um grande ídolo meu se foi.
Stephen Hawking, talvez uma das mentes mais afiadas dos nossos tempos saiu de sua casca física e foi se transformar em cinzas ou pó, afinal não sei ainda o que a família fará com os restos mortais.
Mas estava vendo algumas coisas nas redes sociais para ver a repercussão dessa passagem.
E homenagens ao brilhantismo, a genialidade e o bom humor do professor Hawking, temos alguns “absurdos”, afinal o festival de besteira que assola o País não pode parar, não é mesmo?
E no meio de perguntas tais como “quem é esse?”; “O Stephen King (escritor) morreu?”; vejo um site de curiosidades de cinema e TV dando a chamada: “Morre Stephen Hawking, 76, o homem que inspirou o filme ‘A Teoria de Tudo”.

Primeiro pensei: “Ok. O filme foi inspirado na vida dele”.  

Depois senti vontade de sair gritando, pois aquele site precisava justificar quem era um dos maiores físicos e gênios deste planeta para explicar a publicação de uma nota de falecimento.
Bem, se vamos usar o lado POP do renomado cientista, ele também apareceu em Os Simpsons, Star Trek e em Big Bang Theory.
Mas gente! Ele fez coisas mais importantes do que isso.
Quem quiser conhecer mais dele pode até ver o filme mencionado, mas seria melhor abrir mais o cérebro e ler “O Universo numa Casca de Noz” (obrigada pelo empréstimo Roberto Klimas).
Pode ler também o livro “Uma Breve História do Tempo”.  
E se alguém aí falar que Física é difícil, vou usar a frase de um ex-namorado meu:

“Física é fácil! O que vocês não sabem é Português e Matemática”.  

E vou me recusar a explicar a piada.
Se não quiser saber do trabalho dele, conheça mais a pessoa.
Entre outras coisas, ele foi um exemplo de determinação por resistir por muitos anos à esclerose lateral amiotrófica.
Essa doença lhe roubou movimentos e fala, mas não a decisão de viver, de estudar, e de deixar um legado para o mundo.
E quanto a senhor, professor Hawking, saiba que pode descansar em paz.
O senhor cumpriu muito mais que a sua obrigação.
Deixou um mundo com mais conhecimento, mesmo que a maior parte das pessoas deste mundo não saiba nem quem o senhor foi.
Mas não esquente.
Um dia elas vão evoluir e descer das árvores, e enquanto esperamos por isso, vou lembrar do seu conselho e me lembrar de sempre olhar para as estrelas.