Você é um empreendedor?

Você é um empreendedor?

Ainda vale a pena empreender no Brasil?

Primeiramente, deixemos muito claro: empreender não é para todos, e não é fácil como alguns insistem em “demonstrar”.
Precisa ter paciência e trabalhar muito.
Mais até do que quando se é empregado de alguém.
Empreender é querer ser dono do próprio nariz no que diz respeito a gestão, ou aquilo que se quer fazer, certo? Errado!
A qualidade do empreendedor de verdade está em saber que nada é como queremos.
As coisas são o que são e cabe a nós mudar o que não gostamos ou aceitar aquilo que não podemos mudar.
Para começar, empreender é uma atitude de quem, por iniciativa própria, realiza ações ou idealiza novos métodos com o objetivo de desenvolver e dinamizar serviços, produtos ou quaisquer atividades de organização e administração.
Mas antes de tudo, empreender o que? Aquilo que queremos?
Não, porque o que queremos pode não ser o que o público quer ou precisa, portanto, antes de começar, estude o que realmente está faltando.

Não adianta criar uma padaria onde não há necessidade dela!

Empreender é se desafiar todo dia e acreditar com todas as suas forças em algo que ainda não é concreto.
Mas, como eu disse antes, transformar um sonho em realidade tem inúmeras variáveis, e a principal é saber se o seu “sonho” não é algo inatingível ou se não é algo de que só você precisa.
Dando um exemplo prático: tenho um amigo que gosta de uma marca específica de molho barbecue, que não é nada fácil de encontrar.
Inúmeras vezes tentei explicar que as empresas fazem um sem número de pesquisas para ver o que vende bem e em que local.
O que não era onde ele costumava comprar.  
Mesmo entendo a frustração dele (em partes), é isso que acontece com empreendimentos.
Sonhar com uma mercearia cheia de produtos gourmet é bem bacana, mas isso não vai rolar aqui em Piraporinha.

Com a crise e a queda dos direitos adquiridos todo mundo quer ser chefe!

Bem, voltemos ao que falávamos. No sentido mais simples da palavra, empreender significa pegar uma ideia e colocá-la em prática.
Porém, será que todo mundo tem perfil para ser empreendedor? Não!
O empreendedor é aquele cara que não desiste diante dos obstáculos.
Ele tem aquela qualidade de saber que vai trabalhar o dobro para ganhar a metade, e já tem em sua cabeça que para o negócio ser bem sucedido ele terá de suar sangue.
Um dia desses, li um artigo no Linkedin, no qual um empreendedor teve a coragem de colocar às claras que esse mundo não é cor de rosa.
Ele é duro. Cruel às vezes.
O empreendedorismo não é essa coisinha romântica que se prega em muitos lugares.
É muito trabalho e, no Brasil, a incerteza eterna de não saber o que vai dar certo.
E antes de você agir como aquele seu chefe que lhe massacrava, pense em ser algo melhor.
Não seja um chefe. Seja um líder.

Aprendam, façam, caiam, levantem! Isso é empreender!

Vejam bem, não estou aqui para fazer as pessoas desistirem de seus sonhos, mas sim para fazê-las questionar se têm o necessário para empreender.
Eu mesma, com este blog, estou empreendendo. Se vou conseguir? Não sei.
Mas estou trabalhando para isso.

Lembrem-se: sucesso só vem antes de trabalho no dicionário.

Não existe caminho fácil, nem atalhos para se ter um negócio bem sucedido.
Empreender não é para amadores e vai além de possuir empresas.
É enxergar oportunidades e pensar o tempo todo em novas formas e maneiras de transformar o mundo em um lugar melhor.