Dia das mães, saudades e massa fresca

 

Domingo é dia de macarronada?

Muito bem. Hoje é sexta-feira, e estamos a dois dias do dia das mães de 2018. Então vou aproveitar para mandar o meu feliz dia das mães aos amigos e amigas que têm mães, às amigas que são mães, e a todas as mães que, como a minha, não estão mais entre nós.
Não querendo ser chata, mas sinto uma falta danada da minha mãe, e já coloquei isso em outros textos e em outras mídias. Todo filho acredita que sua mãe era especial e eu não sou diferente. Minha mãe era especial. Mesmo trabalhando fora e ficando muitas horas longe de casa, nunca senti que era deixada de lado. Ela sempre foi uma mãe presente.
Mas há outras coisas que faziam da minha mãe uma pessoa especial. Ela sempre dizia para mim que o dia em que eu achasse que não tinha mais nada a aprender, era hora de deixar este mundo, porque sempre precisamos aprender algo.
Infelizmente para mim, não consegui herdar a força sobre-humana que ela tinha diante das adversidades. E foram muitas. Adversidades físicas, psicológicas, financeiras, enfim: a vida da minha mãe era uma luta sem fim. Mas ela sempre tinha uma palavra de conforto na boca e mal me lembro de ocasião que não tivesse.
Lembro-me de muitas coisas, como levar minha mãe para a Coletoria onde trabalhava após o almoço; ficar fazendo lição de casa na sala de descanso dos funcionários porque não dava tempo de me levar em casa e voltar ao trabalho; bolinhos de chuva (!); e, claro, o macarrão de domingo, feito em casa, muitas vezes a 12 mãos, no único almoço que reunia a família toda.
Vou passar a receita, é claro! Mas neste domingo eu não vou fazer. Massa fresca é coisa para a gente fazer para os outros e distribuir amor com uma macarronada de lamber os beiços. Essa é a receita original da dona Leda. É fácil e quem fizer pode usar o molho que bem entender, mas lembre-se de colocar amor nisso. É uma macarronada de dia das Mães! Pode usar batedeira de pão para misturar a massa. Eu prefiro as mãos!

Massa caseira

Ingredientes

200 g farinha de trigo
Dois ovos
Uma colher de sopa de azeite (de oliva)

Materiais

Rolo de massa ou máquina de macarrão

Preparação

Misture vigorosamente a farinha com os ovos e o azeite de oliva cerca de 5 minutos até obter uma massa firme e homogênea.
Em seguida, embale a massa com plástico filme e leve à geladeira por uma hora.
Passado esse tempo, abra a massa com a ajuda do rolo. Tente deixar o mais fino possível. Quanto mais fino, melhor.  (Obs.: na máquina de macarrão se consegue um resultado melhor, mas dá para fazer à mão).
Corte a massa no formato que desejar, com um cortador próprio de massa ou com uma máquina.
Cozinhe na água fervente entre três e cinco minutos, dependendo da espessura da massa.
Use o molho que quiser. Sempre gostei de molho branco aos quatro queijos.
 
Feliz dia das mães!

 

One thought on “Dia das mães, saudades e massa fresca

Deixe seu Comentário Respeitoso

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *