Estou sem tema hoje… Estou de luto

Estou sem tema hoje… Estou de luto

Acordei hoje pensando que poderia continuar vivendo, mas não. Está muito difícil mesmo suportar o mal espalhado.

Ligando a TV vejo que 10 crianças morreram queimadas no Centro Técnico do Flamengo.

Um CT que nem deveria ter sido construído ali.

Mas não vou falar do que deveria ou não.

São 10 crianças que tiveram suas vidas ceifadas em nome de que?

De uma ganância que beira a psicopatia.

Isso porque não faz nem um mês que tivemos um crime em Minas Gerais, o segundo de uma grande empresa mineradora.

Aliás um crime  que causou a morte de centenas de pessoas, animais e vegetação.

Um crime cuja toxidade vai afetar nosso ambiente por muito tempo, mesmo que sejam contidos os danos.

E tudo em um estado que ainda não se recuperou do outro “acidente”.

Antes que eu continue, acidente é uma coisa que acontece quando não prestamos atenção ao que estamos fazendo.

É tropeçar na rua porque não percebeu algum desnível.

Isso de Minas e do Flamengo não é acidente.

São crimes que viram tragédias e que continuarão acontecendo se a justiça brasileira continuar cega.

Aliás, farei um comparativo para ver se alguém percebe onde está o erro.

Se uma pessoa bebe álcool e sai dirigindo seu carro, e ela perde a direção e mata alguém.

Isso não é acidente, é um crime, porque a pessoa que bebeu e dirigiu sabia que isso poderia acontecer.

Então é assassinato. Entenderam? Por isso tem lei que diz isso.

É nessa hora que falo que não apenas a justiça é cega.

O povo brasileiro também é.

Aliás, cego do pior tipo de cegueira que existe: aquela que não quer ver.

Há muitas coisas acontecendo e as pessoas estão tapando o sol com uma peneira de ilusão.

Pessoas tontas acreditando que certas coisas são necessárias, mas esquecendo das reais necessidades.

Precisamos de trabalho digno, que crie renda, e pague por nossas necessidades.

O que não precisamos?

Trabalhar em locais insalubres e perigosos porque alguém foi miserável demais para fornecer a devida segurança.

Aliás também não precisamos de trabalhos humilhantes.

Os funcionários e as comunidades precisam ser respeitadas.

Precisamos voltar a aprender que respeito é bom e todo mundo gosta.

Que uma pessoa que foi eleita não é um Deus que decide quem vive ou morre.

Necessitamos alguém que seja gestor e que entenda que não está lá para usar palanque.

Precisamos de alguém que faça com que as leis sejam cumpridas, senão não há ordem.

Alguém que dirija o país em direção ao progresso.

Aliás um progresso para todos, sem que ninguém seja deixado para trás.

E por favor, nem venham dizer que isso é mimimi.

É uma regra usada no mundo inteiro desde a revolução industrial!

Aliás, como se todas as notícias ruins não bastassem, tem gente querendo rasgar todo e qualquer direito adquirido no Brasil.

Os psicocapitalistas chamando as leis de trabalho e previdência de fascistas.

Antes que me esqueça, fascista é o patrão que não paga salário decente.

É o cretino que se acha no direito de roubar de seus funcionários o direito ao descanso, à indenização, à aposentadoria.

Aliás, do jeito que vai, creio que querem rasgar a lei Áurea.

Como se pode ver, tenho vários motivos para estar de luto.

E se alguém mais aí tem sangue correndo nas veias e um mínimo de consciência, estará de luto também.

De luto por todas as pessoas que estão sendo marginalizadas cada vez mais.

Por todas as crianças sem escola.

E por todos aqueles que estão sendo escravizados de corpo e alma.

Por todas as pessoas, animais, vegetação perdidos em Minas Gerais, no cerrado, na Amazônia e na Mata Atlântica.

Pelas crianças no CT do Flamengo.

 


3 respostas para “Estou sem tema hoje… Estou de luto”

  1. Rita
    Seu texto é uma denúncia ao estado em que o país vive na atualidade.
    A impressão que tenho é é que o país está de cabeça para baixo, com valores se invertendo e as baratas aplaudindo o inseticida. Porém, a historia é dinâmica e um dia acertaremos essas contas…
    Abraço