Meu Desejo de Natal!

Esta é uma data especial. É uma data na qual comemoramos o nascimento de Jesus. É a ocasião que escolhemos para demonstrar que somos amigos presentes; vizinhos gentis; parentes dedicados. Não que não sejamos, mas, vamos assumir (!), não somos bonzinhos o ano todo.

Mas, quero aproveitar esse post de Natal para agradecer a todos que me ajudaram (e continuam ajudando) este blog a ir em frente, e ajudam sempre essa blogueira a continuar, não só escrevendo, mas sobrevivendo. Este é o meu muito obrigado aos que leram e fizeram as minhas receitas; aos que leram, comentaram e até compartilharam meus pensamentos; aos que me auxiliaram na defesa da vida e do ambiente.

Se você está lendo isso, em algum momento você passou por minha vida, pessoalmente ou virtualmente. Aos que ainda estão em minha vida, obrigada por não desistir de mim. Aos que se foram, saudades. Aos amigos virtuais dos muitos grupos dos quais faço parte: UM FELIZ NATAL!

Comemorem com amigos e familiares. Chamem os vizinhos para tomar uma gelada. Comam até sair pelos olhos. Mas também façam uma quentinha para alguém que não tem nada; visitem um doente e façam uma prece.

Rezem para que o mundo se livre da ganância e da maldade, começando pela nossa própria maldade. Porque mesmo que a gente pense que é, não somos bonzinhos. Vamos parar de apontar o dedo para os outros e estender mais as mãos.  Vamos pedir PAZ!!!!

Que nossas vidas sejam melhores de hoje em diante. Feliz Natal!

4 thoughts on “Meu Desejo de Natal!

  1. Rita,

    O Natal é a lembrança de nascimento do amor, seja através de um garoto na manjedoura que depois irá nos ensinar a amar uns aos outros, seja por meio de um velhinho gordo e barbudo que distribuía doces às crianças pobres num inverno cruel. Como você mesma disse, não é sempre que aprendemos direito as lições. Nessa época, é bem comum que estejamos ora com a boca botando maldades para fora, ora com a mesma boca cometendo o pecado da gula, mandando tudo pra dentro. Mas que bom que pelo menos paramos um tempo para pensar, não só nas pessoas queridas, como também nas pessoas excluídas e carentes de atenção. Que nessa noite nos juntemos numa grande reza, de agradecimento pelo amor que renasce e que, mesmo quando morre, ressuscita. Grande abraço, de seu amigo, discípulo e admirador, Alexandre.

Deixe seu Comentário Respeitoso

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *