Quais são as flores comestíveis?

Quais são as flores comestíveis?

Flores não são apenas enfeites, algumas delas são deliciosas

Flores são belas, perfumadas; fazem bem para nossa alma; atraem abelhas, borboletas, pássaros…
Mas, entre todas as qualidades, destacamos o paladar.
Algumas flores servem para saladas, omeletes, molhos, geleias licores e chás.
Melhor: seus benefícios são múltiplos para o corpo.
Antes de qualquer coisa, como alguém dizendo “mas comer flor?”, saibam que esse consumo culinário vem de muito tempo.
Gregos, romanos, persas, chineses, japoneses e até mesmo os nativos americanos (de todas as Américas), usavam flores na dieta.
Muitas vezes eram usos terapêuticos, mas, flores dão sabores incríveis aos seus pratos.

As flores são fontes de vitaminas e de saúde, mas também oferecer um aspecto interessante às receitas culinárias

Entre as variedades de flores comestíveis podemos destacar:

Flores de frutas: flores de maçã, cerejeira, flores cítricas (laranjeira, limoeiro)

Flores de ervas: flores de cebolinha, de coentro, algumas flores herbais, como manjericão

Flores vegetais: como o brócolis e couve flor

Flores versáteis: como a lavanda e pétalas de rosa são usadas para aromatizar; o hibisco tem sido usado com chá para desintoxicar e a melissa é uma flor calmante

Flores de legumes: flor de abobrinha é uma iguaria delicada

No entanto, nem todas as flores são comestíveis!

Se você quiser usar flores para consumo deve seguir algumas regras importantes.
A primeira é ter certeza de que aquela flor pode ser consumida.
E a segunda é: não consuma flores se você tem asma ou alergias.

A próxima regra é de nunca comer flores nas ruas, estradas ou parques públicos.

Elas podem ter sido tratadas com pesticidas ou herbicidas.

As flores na beira da estrada podem estar impregnadas com poluentes.

Coma apenas flores cultivadas organicamente e as introduza em sua dieta em pequenas quantidades, para ver se gosta e se acostuma.

Ah, e para manter as flores frescas, coloque-as em papel-toalha molhado, guardando na geladeira em um recipiente hermeticamente fechado.

Algumas duram até 10 dias.

Conheça agora algumas das flores comestíveis e seus usos

As capuchinhas são flores perenes, boas para saladas de verão.
Fáceis de cultivar, elas dão um colorido especial para os pratos.
Podem ser servidas recheadas, cristalizadas ou como ornamento.
Possuem um gosto ligeiramente apimentado.
Suas sementes podem ser usadas para substituir pimentas tradicionais.
A planta inteira é comestível.
A flor de cebolinha é boa para dar sabor e um toque acebolado aos pratos.
Flores de alho também são boas e dão um toque de alho à sua salada.
Corte as flores antes que elas se abram por completo, e utilize nas saladas ou para decorar seus pratos.
Todas as variedades de cebolinhas produzem flores.
A flor de lavanda (que faz perfumes incríveis) tem vários usos culinários, incluindo chás, biscoitos, xaropes, bolos, sorvetes, geleias, tortas, vinho, vinagrete.

A lavanda dá seu próprio sabor, junto com alguns tons cítricos.

Amores Perfeitos são flores delicadas, indicadas para adornar saladas.
Outros usos incluem deixá-la sobre a sopa, decorar sobremesas e enfeitar pratos.
Não deixe de considerar o seu papel em saladas de frutas.
Amor-perfeito tem um sabor ligeiramente adocicado.
Violetas são ideais para temperar alimentos, além de servirem de decoração.
Elas são ótimas em saladas, geleias, manteiga ou para dar sabor e servir de ornamento.
Hibiscos são apropriados para saladas e xaropes e algumas bebidas alcoólicas.
Elas têm um toque cítrico e frutado, mas é ligeiramente ácido. Use com moderação.
E como novo uso, o hibisco é o rei das bebidas detox.
Pétalas de rosas não servem só para dar um ar romântico a suítes de lua de mel.
Seus usos culinários são conhecidos em xaropes, sorvetes, geleias, manteiga e muito mais.
A água de rosas é um uso famoso para as pétalas de rosas.

Para acabar, segue uma receita de família.

Essa é dos tempos em que ainda tínhamos onde buscar flores de abobrinha.
Por serem muito delicadas, ela precisam ser preparadas tão logo são colhidas.

Flor de Abobrinha Frita recheada com Ricota e Manjericão

Ingredientes

Oito flores de abobrinha (orgânicas, sem agrotóxicos)
Meia peça de ricota fresca
Duas xícaras de farinha de trigo
Um punhado de queijo parmesão ralado fresco
Duas xícaras de água com gás gelada

Folhas de manjericão

Duas colheres de sopa de fermento

Óleo para fritar

Preparo

Limpe as flores retirando as pontas verdes da base e o estigma, aquela parte dura bem no centro da flor, onde tem o pólen.
Para isso, abra a flor com cuidado e puxe com os dedos ou corte com uma tesoura.
Lave-as bem, dentro e fora.
Deixe secar um pouco.
Faça o recheio misturando a ricota com o queijo ralado.
Tempere com uma pitada de sal, pimenta do reino e as folhas de manjericão rasgadas ou picadas.
Misture tudo bem.
Recheie as flores com a ajuda de uma colher de chá e feche-as com cuidado, apertando com a mão.
Prepare a massa misturando a farinha com o fermento e uma pitada de sal.
Adicione a água com gás gelada e bata bem até obter uma massa homogênea e levemente líquida.
Se ficar muito grossa, com cara de massa de bolo, pode adicionar um pouco mais de água, ou vice versa.
Aqueça o óleo em uma panela ou frigideira.
Quando estiver bem quente comece a fritar as flores.
Mergulhe-as na massa, deixe escorrer o excesso e frite, umas 3 ou 4 por vez.
Deixe dourar de um lado e vire-as.
Assim que dourar o outro lado está pronto.
Salpique com um pouco de sal e sirva na hora, quente e crocante.
,