Sobre Brumadinho e outras ameaças

Sobre Brumadinho e outras ameaças

Como esse acidente criminoso pode afetar sua vida

Caro leitor, se eu parecer rancorosa e brava, não se assuste, mas é assim mesmo que estou.

Eu poderia usar o espaço do meu blog para falar de coisas lindas, de preservação da natureza.

Poderia até mesmo passar uma receita de comida deliciosa, mas não.

A maldade do mundo me atinge do mesmo modo que a lama da barragem de Brumadinho.

Esta que também pode ser a lama da Samarco e de tantos outros lugares que deveriam ser cuidados com atenção redobrada.

Pessoas estão morrendo neste país; e sendo ameaçadas.

Alguns estão perdendo o direito inalienável à vida, liberdade, saúde, educação, trabalho, e sabe o que é pior?

Vejo pessoas que vão perder tanto quanto e que ainda se acham no direito de culpar as vítimas.

Então não posso me calar porque não aguento mais tanta estupidez.

Neste momento, pelo menos no caso de Brumadinho, tudo que me importa saber é como se pode ajudar.

Mas isso não significa que eu não queira que TODOS os culpados de mais esse crime sejam punidos de forma exemplar.

Do mesmo modo que continuo querendo os responsáveis pelo crime ambiental da Samarco punidos.

Neste momento, em que muitos de nós estamos preocupados, querendo ajudar, mas sem saber como…

Temos outro lado que se aproveita de mais esse crime para falar em todas as redes possíveis e imagináveis as maiores barbaridades.

Já vi e ouvi sobre terrorismo, sobre um acidente possível em Cubatão, e até mesmo sobre funcionários provocando o rompimento.

Mas como eu disse, chega!!!!

Você não sabe como ajudar? Então não atrapalha! Pelo amor de Deus!

A menos que você seja algum tipo de perito (o que eu duvido muito!) cale sua boca e não fale nada.

Ou se for abrir sua boca grande, que seja para fazer uma prece pelas vítimas.

Que de uma forma ou de outra, somos todos nós.

Podemos não ter sido atingidos pela lama da Samarco, mas aquele acidente afetou o clima do país inteiro.

E se você não percebeu isso é porque se preocupa mais em divulgar notícias falsas ou mensagens de ódio.

Precisamos aprender a cobrar mais qualidade de vida, mais segurança, mais saúde, mais educação e sim (!), leis que sejam cumpridas à risca, independente se a empresa vai perder alguns percentuais de lucro.

Chega de leis frouxas que atingem alguns, mas fazem vista grossa para outros.

Basta de jeitinho brasileiro, de construir as coisas como se fossem um “puxadinho”. Já basta!

E se você quer usar as redes sociais para alguma coisa, que seja útil.

Tente arrecadar comida e água para as pessoas afetadas.

Se oriente com órgãos ambientalistas para saber como cobrar para que as coisas não aconteçam nunca mais.

Faça uma campanha na sua região para ver como melhorar a qualidade de vida.

Faça algo construtivo!

Não espalhe ódio pelas redes sociais ou nas suas conversas, isso é como a lama de Brumadinho: tóxica e mortal.

, ,

2 respostas para “Sobre Brumadinho e outras ameaças”

  1. É um horror atrás do outro… Acho q pra me manter sã, equilibrada não posso ler redes sociais depois de qualquer tragédia. Eh de enlouquecer tamanho barulho de quem nada tem a dizer.