Topinambos, a salvação da lavoura… e dos celíacos

Topinambos, a salvação da lavoura… e dos celíacos

Conheça o topinambo e aprenda a plantar, além de uma receita deliciosa 

Primeiramente, quero explicar:
Topinambos não é o nome de uma tribo indígena obscura, mas sim um tubérculo parente da batata.
Esse parente pode substituir batatas e farinhas em receitas caso a pessoa sofra com diabetes ou doença celíaca.
O topinambo andou esquecido por muito tempo, mas voltou à moda por conta de programas culinários.
Ele é nativo da América do Sul, e uma versão saudável para pessoas com várias doenças.
Conhecido também por girassol batateiro ou alcachofra-girassol, o topinambo voltou a aparecer nas feiras livres e hortifrútis brasileiros.
Antes de passar a receita, falarei um pouco mais sobre os valores nutricionais e as vantagens de se usar o topinambo em receitas.
A planta do topinambo cresce bem em qualquer tipo de terreno.
Suas flores são amarelo-ouro e dá sementes parecidas com as de girassol.
Mas a parte que se come é a raiz (tubérculo), que ao invés de armazenar amido, contém a inulina.
Esse carboidrato, quando cozido, se decompõe em moléculas de frutose, que é muito usada na indústria alimentícia.

Para os amigos da HORTA!!

topinambos em flor
A planta é rústica, de fácil cultivo e de elevado rendimento, mesmo em solos pouco férteis.
É muito resistente ao calor e ao frio, sendo inclusivamente resistente a geada, a doenças e a predadores.
A multiplicação é feita através da plantação dos tubérculos em linha, de 60×40 cm, no início da primavera.
Aliás, a plantação dos topinambos é simples:
Os restos de colheita deixados na terra germinam no ano seguinte.
E a planta é tão resistente que pode ser usada como cerca de hortas.
Ela apara os ventos fortes, porque “enverga, mas não quebra”.
 

Para quem quer mais saúde na alimentação

As propriedades do topinambo se dão pela presença de muitos nutrientes, como ferro, potássio e fibras.
A já mencionada inulina, além de virar frutose, aumenta a sensação de saciedade e auxilia o trato intestinal.
O topinambo reduz o açúcar no sangue, e os gases intestinais.
Ele promove o crescimento de bactérias benéficas no cólon, reduz os níveis de colesterol e triglicérides.
Além disso, o tubérculo é rico em ferro, que aumenta a oxigenação do sangue por se tornar parte da hemoglobina.
O potássio tem propriedades vasodilatadoras, equilibrando a pressão arterial e regulando o batimento cardíaco.

Para quem só quer comer coisas gostosas

Para quem ainda não conhece, o topinambo pode ser comido cozido em água, como batatas.
Também se torna um delicioso purê ou pode ser frito.
Ralado cru com molho vinagrete é boa salada.
Enfim, substitui a batata muito bem. 
Para descascar use aquelas escovinhas de plástico.
A forma indefinida do topinambo dificulta o trabalho com facas e descascadores.
E vamos a uma receita das boas! 

Pizza de muçarela com topinambos

Ingredientes

500 gramas de topinambos (girassol batateiro)
3 bolas de muçarela fresca
1 massa folhada
Tomilho

Preparação

Limpe os topinambos e descasque.
Corte em rodelas, espessura mediana (nem fina, nem grossa).
Por cima do papel manteiga, abra a massa folhada e faça furos com a ajuda de um garfo.
Coloque por cima as rodelas de topinambos, deixando cerca de um centímetro livre na borda da massa.
Corte a muçarela em rodelas e coloque-as por cima dos topinambos.
Polvilhe com tomilho seco.
Leve ao forno por 20 minutos a 200°C.

 

, ,