Um natal de quem nasce perto do Natal

Um natal de quem nasce perto do Natal

Eu já deveria ter escrito este post, mas, juro por todas as deusas, não parei um minuto sequer.

Minha casa resolveu se revoltar e estou martelando e colando desde cedo.

Hoje é um dia importante pra mim e queria ter começado a falar dele cedinho.

Em 1976, no dia 20 de dezembro, nasceu a pessoa mais importante da minha vida.

E era uma segunda-feira.

Lembro que há 45 anos tivemos montes de visitas de familiares.

Estávamos aguardando o nascimento que, de acordo com dona Leda seria dia 20.

Minha mãe nunca errou uma conta, mas todo mundo duvidou.

Bem… O Andrezinho nasceu no dia 20 e pelo menos pra mim, trouxe toda a felicidade.

Para lembrar uma coisa da infância, ele adorava churros (fiozinho)

A gente sempre comprava na porta do supermercado.

Nem sei se ele ainda gosta, mas descolei uma receita caseira de churros.

Essa é minha homenagem meu amor!

Ingredientes

Massa:

Duas xícaras de água

Uma pitada de sal

Duas colheres bem cheias de margarina

Duas xícaras de farinha de trigo

Recheio:

Uma lata de leite condensado

Três colheres de chocolate em pó ou cacau

Uma colher (chá) de manteiga

Para polvilhar:

Açúcar e canela em pó

Preparo

Massa:

Coloque em uma panela, a água, o sal e a margarina ou a manteiga.

Depois que ferver, adicione a farinha até virar uma grande bola de massa.

Modele os churros enrolando e cortando.

Se tiver a máquina de furar pra rechear, melhor.

Em uma panela, coloque óleo até que cubra os churros.

Frite no máximo três churros por vez em fogo baixo.

Coloque o churros em um papel que absorva o óleo.

Passe-os na mistura de açúcar e canela.

Recheio:

Em uma panela, misture o leite condensado e o chocolate.

Adicione a manteiga e leve ao fogo baixo.

Mexa sem parar até começar a desgrudar da panela.

É o ponto do brigadeiro mole de colher.

Recheie os churros ou deixe em um potinho pra ir passando enquanto come.

 

, ,