Categorias
horta orgânicos plantas

Vivendo e aprendendo a plantar

Para quem me acompanha no blog, já deve saber que tenho alguns assuntos que me são caros. Agricultura orgânica é um desses e sempre gosto de partilhar as coisas que vou aprendendo aqui e ali. A cidade onde moro tem algumas das hortas comunitárias mais bacanas que existem, e que foram desenvolvidas em terrenos baldios; nas proximidades das linhas de transmissão de eletricidade; e em áreas desocupadas das escolas, servindo também como aprendizado.

Um dos grandes desafios desses espaços, além de fazer a limpeza e preparo de solo, é saber quais plantas são adequadas; como aproveitar bem o espaço e, claro (!), como afastar as pragas sem usar inseticidas. Para isso é bom ter plantas parceiras, que auxiliam o desenvolvimento orgânico sem usar pesticidas que vão prejudicar o solo e contaminar toda a natureza à volta.

Antes de passar algumas culturas e quais as plantas parceiras delas, há três boas dicas que usamos nas proximidades:

– Tomateiros repelem naturalmente as lagartas que se alimentam das folhas de repolho;

– Cebolas são repelentes naturais para a maioria das pragas, ou seja, plantar cebolas pode ajudar com outras culturas e espalhas as cascas da cebola pela plantação também auxiliam o crescimento saudável da horta;

– Plantações de rabanetes são ótimas para repelir besouros e atraem insetos comedores de folhas de outras plantas sem serem afetadas, já que os rabanetes se desenvolvem embaixo da terra.

Lembre-se de que neste post vou apenas comentar quais as plantas parceiras de algumas culturas. O período de plantio e colheita vão depender da região onde a pessoa está, ou mesmo quais os cultivos mais adequados. Não precisa plantar todas as sugestões juntas, apenas adequar às necessidades do seu terreno.

Beterrabas – podem ser acompanhadas de couve-de-Bruxelas, brócolis, cebolas, repolho e acelga;

Repolhos – podem ser protegidos por tomates, couve-de-Bruxelas, brócolis, couve manteiga, acelga e espinafre;

Cenouras – alface, repolho, alho-poró, cebola, ervilhas e rabanetes são boas companhias para essas plantações;

Batata – repolho, milho, feijão, ervilha e abóbora dividem bem o terreno e dão proteção;

Tomates – são bem acompanhados por cebolas, repolhos e cenouras;

Cebolas – dividem bem o espaço com quase tudo, mas especialmente com cenouras, alfaces, repolhos e beterrabas;

Acelga – cebolas, beterrabas e repolhos podem cercar essas folhagens e proteger muito bem;

Ervilhas – são bem-acompanhadas por feijão, cenoura, nabo, pepino, rabanete e milho;

Alface – cercadas de rabanetes, beterrabas e cenouras, as pragas não chegam às suas folhas;

Rabanetes – cerque-os de ervilhas, espinafre, cenoura e alface. Não tem erro!

Por Rita Palladino

Jornalista, Redatora, Revisora e saco de pancadas. Gosto de escrever sobre as coisas que gosto e sobre as que me incomodam. Muitos podem até discordar de mim. Mas não aceito ofensas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *