Caqui está na safra!

Caqui está na safra!

No meio do meu isolamento social (que eu adoraria que fosse maior), às vezes tenho uma necessidade insana de sair de dentro de casa e andar.

Não tenho, nem quero, companhia ou interação com outros seres.

Até porque, tudo o que busco é o silêncio, que anda muito difícil nesse lugar onde eu moro.

Normalmente minhas caminhadas me levam a um bairro na cidade vizinha (moro perto da fronteira).

Então, só ir para o outro lado me dá uma sensação grande de paz, saúde e, me parece, mais respeito com tudo na vizinhança.

E nesse percurso que faço, vejo poucas pessoas, muitas árvores, pássaros, borboletas e abelhas.

Há árvores frutíferas como mangueiras, abacateiros, amoreiras, jambolões e outros.

Então rezo para o prefeito de lá parar de cortar e podar sem motivo.

Preservar é preciso.

Um dia desses me peguei olhando o quintal de uma casa muito bonita, não pela construção, mas pelo quintal.

Tem várias plantas, flores e um caquizeiro… carregadinho de frutos.

Então lembrei da minha infância em outro bairro, quando eu e meu irmão pulávamos muro para pegar caquis em algumas casas e também em terrenos baldios.

Tenha uma horta em sua casa
Aprenda todos os truques e tenha a melhor horta orgânica

Hoje vejo os poucos terrenos que sobraram se cobrir com detritos jogados por pessoas malcriadas.

Mas essa planta em especial me lembrou que está no tempo do caqui e que a fruta fica barata nas feiras livres.

Temos caquis de vários tipos, indo dos mais firmes, como o Fuyu ou o Chocolate, aos mais macios, como o Rama Forte e o Taubaté.

Não vou ensinar a plantar ou qual variedade, porque isso depende de muitos fatores.

Mas falarei que o caqui é uma fruta muito rica em vitaminas e sais minerais, além de ser pouco calórica.

Cada 100 gramas de caqui tem 80 calorias.

A fruta é rica em vitaminas A, B1, B2 e E, bem com em cálcio, ferro e proteínas.

É rica também em betacaroteno, um antioxidante que combate a formação de radicais livres.

Um caquizeiro no Parque dos Pássaros

E tem mais: o caqui contribui para o bom funcionamento do intestino, por conter fibras!

O caqui atua como calmante, devido à alta concentração de açúcar e frutose.

Aliás, essa é a razão para não comer demais a fruta, especialmente os diabéticos.

Já que não sei como plantar caqui, posso ao menos dar umas dicas de como escolher e comprar.

Como a fruta é delicada e de casca fina ela precisa ser bem embalada para comercialização.

Na hora da compra, deve estar livre de rachaduras, firme e com a coloração uniforme.

A recomendação é consumi-lo in natura, ou seja, cru.

Mas muitas pessoas gostam de saboreá-lo na forma de suco.

Este, porém, tem de ser bebido logo após o preparo.

Do contrário, o sabor é alterado e perde-se parte das vitaminas.

A colheita do caqui começa no final de janeiro e vai até agosto, com o pico da safra entre março e maio.

Nesse tempo a oferta aumenta nas feiras livres e mercados.

Uma alternativa para comer caqui durante o resto do ano é a forma desidratada.

Após a compra, caso o caqui esteja maduro, guarde na geladeira entre três e cinco dias, no máximo.

A conservação também pode ser feita em local fresco, desde que o consumo seja rápido.

Se ainda estiver verde, o caqui deve ser mantido fora da geladeira para amadurecer.

 

 

, ,

4 respostas para “Caqui está na safra!”