Saladas alimentam e podem sim ser uma refeição

Saladas alimentam e podem sim ser uma refeição

Saladas ricas são algumas ideias que dou para quem está querendo ficar um dia sem carne vermelha.

Também vale para quem quer uma comida que alimenta e seja leve.

E antes de tudo, tem receita com aves e seus miúdos (pato defumado e foie gras).

O que pretendo na verdade é sugerir receitas de alimentos que fogem do tradicional.

Quero também divulgar mais os sabores do mundo.

Aviso que a receita do final requer alguns ingredientes sofisticados, que só são encontrados em boas casas do ramo.

Os pratos de saladas vêm de várias partes do planeta e são apetitosas, além de alimentarem muito bem.

Algumas delas já foram publicadas no blog, bastando dar um clique nos links para ver as receitas, está bem?

Salada russa
:

No Brasil é conhecida como “salada de maionese”.

Trata-se de uma salada de legumes em cubos e outros alimentos associados com maionese.

É chamada de “salada Olivier” na Rússia, Ucrânia, Irã e Estados Unidos.

A receita já foi publicada e comentada neste blog, basta clicar AQUI

Coleslaw:

O nome pode ser um pouco complicado, mas o coleslaw é simplesmente uma salada crocante.

A receita é agridoce, feita com repolho cru, cenoura ralada, maionese, uma pitada de açúcar, uma de sal e o vinagre de maçã.

É ideal para churrascos e pratos grelhados.

Salada Caesar:

Criada pelo chef ítalo-americano Cesare Cardini, em Tijuana, no México, a, salada é composta de alface romana, frango desfiado, queijo parmesão, e croutons.

O molho para temperar é feito com azeite de oliva, suco de limão, anchovas, queijo parmesão, molho inglês, sal, açúcar e pimenta preta.

Tabule:

Surgiu no Líbano, é servido como aperitivo e pode ser considerado como uma salada.

É feito principalmente de triguilho (trigo para quibe), tomate, cebola, salsa, hortelã e outras ervas, com suco de limão, pimenta e temperos.

Salpicão:

No Brasil, é um tipo de salada com mistura de legumes, carne de ave desfiada e frutas frescas e secas.

Já falei dela em receitas para as festas e foi um sucesso.

É só clicar AQUI para ver a receita.

Salada Caprese:

Tem as cores da bandeira italiana.

Leva tomate, muçarela e manjericão, e é temperada com sal, pimenta do reino e azeite.

Salada Grega:

Salada colorida composta por tomates, pepino, cebola, azeitonas pretas e um ingrediente bem especial, o queijo feta.

Esse é um tipo de queijo coalhado, típico da Grécia, feito tradicionalmente com leite de cabra e de ovelha.

Salada Sunomono:

Servida nos restaurantes japoneses, leva pepino japonês, vinagre de arroz, açúcar e gergelim.

Salada Landaise:

Essa salada vem de uma região da França chamada Landes.

Sua sutileza e particularidade vem de ingredientes como moelas e o peito do pato servidos quentes.

Os ingredientes frescos são alface, tomate, cebola e aspargos.

E, como eu disse, segue uma receita meio chique, mas maravilhosa para vocês.

Ingredientes

Mistura de alfaces (crespa, crespa roxa, americana, mimosa)

140 g de milho

Dois tomates

Uma cebola roxa

40 g de pinhões

12 pontas de aspargos

90 g de peito do pato defumado em fatias

100 g moela de pato

Quatro medalhões de foie gras (patê de fígado de ganso gordo)

Preparação

Coloque as alfaces na tigela.

Junte os tomates cortados em cubos e acrescente também o milho.

Misture a cebola roxa picada, as pontas de aspargos e os pinhões.

Coloque agora as fatias do peito de pato defumado (sem a gordura) e também a moela de pato confitada.

Tempere a gosto.

Eu usei um molho com um dente de alho, um limão espremido, azeite, sal e pimenta do reino.

Misture a salada, coloque por cima os medalhões de foie gras e sirva!

 

,

2 respostas para “Saladas alimentam e podem sim ser uma refeição”