sopa de feijão, o frio e a fritada da minha mãe

sopa de feijão, o frio e a fritada da minha mãe

Hoje está particularmente frio na grande São Paulo, e estou trabalhando tão longe da minha casa…

Só consigo pensar na minha cama, meus lençóis, aconchegos.

E também adoraria que alguém estivesse preparando uma sopa para mim.

Mas, como moro sozinha, terei que enfrentar a hora e meia no trânsito e fazer as coisas por mim mesma.

Fiquei o dia todo pensando naquele resto de feijão que está na geladeira e em como vou transformar isso em sopa.

E já vou avisando que esta não será uma daquelas receitas tradicionais, com quantidade de ingredientes.

Mas apenas um aproveitamento de sobras transformadas em algo delicioso.

Sopa de feijão que sobrou

Para começar pegue aquele resto de feijão que está quase dando cria na sua geladeira.

Bata no liquidificador com duas vezes a quantidade de água.

Se o caldo ainda ficar grosso, acrescente mais água.

Não esqueça que isso vai ao fogo com o macarrão e vai ficar denso.

Em uma panela com um pouco de azeite, frite um dente de alho.

Isso vai dar uma temperada nova no caldo do feijão.

Despeje o caldo para apurar e, quando estiver aquecido, experimente para acertar o sal.

Sempre precisa de uma pitada a mais.

Ponha meia xícara de macarrão de sua preferência e deixe cozinhar. Mas, cuidado!

Sopa de feijão engrossa e para não grudar o macarrão precisa ser mexida com constância, até cozinhar a massa.

Se achar necessário coloque um pouco mais de água.

Quando estiver cozido, salpique um pouco de salsinha e cebolinha por cima e coma com umas torradas.

Depois de comer isso, me sinto reconfortada.

Quer saber porque tem uma fritada no título?

Porque minha mãe sempre que fazia sopa de feijão, fritava batatas em rodelas e depois transformava em omelete.

Sim! Nós comíamos junto! É delicioso eu asseguro!!!

Mas não tinha batatas na minha casa hoje…

Ah! se você não quiser o macarrão, tome só o caldinho de feijão

 

, , ,